Passeio Pedagógico - Parque Olímpico Rio 2016

Paralímpiadas, mais que competição, uma verdadeira lição de vida

 

No dia 16 de setembro o Instituto Canção Nova promoveu um passeio pedagógico com destino as Paralimpíadas – Rio 2016 que envolveu alunos, pais e professores. Durante o percurso de ida, houve muita expectativa com diversos comentários em relação ao que estávamos por vivenciar dentro de poucas horas.

Logo na chegada o envolvimento no clima alegre e otimista do Parque Olímpico foi inevitável! O primeiro destaque ficou por conta da disposição e felicidade dos voluntários em atender bem as pessoas que por lá passavam.

A partir desse tratamento tão amistoso, notou-se que o dia seria mais que especial, ou seja, seria inesquecível!

Ao adentrarmos a Arena Olímpica, veio o segundo momento de emoção. Estávamos prestes a acompanhar um jogo da Seleção Brasileira Feminina de Basquete para cadeirantes.

A partida valeu para a disputa do sétimo lugar na competição. Além do Brasil ter ganho o jogo, o que marcou também foi a garra, determinação e solidariedade das duas seleções.

Era comum ver adversárias se ajudando quando a cadeira de rodas tombava. O legal disso é que um momento como esse pode despertar o sentimento de esperança de que é possível viver em paz com diferentes povos e nações, pois no final de tudo somos todos filhos de Deus.

Logo após o jogo do Brasil contra a França, tivemos a oportunidade de acompanhar a disputa da medalha de bronze entre Países Baixos e Grã-Bretanha.

Foi emocionante! No começo ficou equilibrado, mas depois os Países Baixos conseguiram impor seu ritmo e saiu com uma bela vitória.

E o pessoal do Instituto? Ah! Esses curtiram bastante! A cada intervalo tinha algum tipo de interação com o público e todos da nossa escola aproveitaram muito.

Teve até a aluna, Isabela Maruco, que conseguiu pegar uma bola pequena de basquete que os animadores do evento jogaram para a torcida além dos autógrafos de alguns jogadores da seleção masculina da Grã-Bretanha que estavam assistindo a partida da equipe feminina.

Depois desses momentos especiais todos foram conhecer mais detalhes da gigantesca estrutura do Parque Olímpico.
Pelo caminho, alguns estudantes perguntaram sobre como as modalidades aconteciam, quais as regras básicas e na medida do possível eram tiradas as dúvidas.

No percurso, outro detalhe que impressionou, apesar da visão ter sido do lado de fora, foi o tamanho e a beleza das arenas de jogos.
Alunos, pais e professores tiveram a oportunidade de ver os monumentos dedicados as Paralimpíadas Rio 2016, roda de capoeira com o mascote “Tom”, telões gigantes com jogo de futebol 5 e muitas outras atrações.

Enfim, foi um dia para nunca ser esquecido. Cabe aqui também os agradecimentos para a equipe de projetos (Ana Paula Maruco, Dinorá e Mirella) que se empenharam para que esse momento tão especial fosse possível.


Paulo Carvalho

Paulo Carvalho é especialista em treinamento físico com ênfase em Fisiologia, Educação Física Escolar e Recreação pela Esc-Esefic e Jornalista pela Faculdade Canção Nova. Atua como Educador Físico no Instituto Canção nova.