O Tempo Pascal

Jesus Ressuscitado é a luz do mundo|Foto: Jôsy Braga

 

Após a experiência da Ressurreição de Jesus na Solenidade da Páscoa, a Igreja vive o Tempo Pascal, a liturgia constantemente nos lembrará a presença do Ressuscitado e sua ação de transformação interior na vida dos seus discípulos. Realidade que viveremos até a Solenidade de Pentecostes.

Por que a necessidade de um Tempo Pascal?

Por que nós, como cristãos, devemos reproduzir em nossa vida as diversas dimensões da vida de Jesus. No Natal nos alegramos com a Encarnação, na Quaresma nos inserimos na Paixão, no Tempo Comum as diversas dimensões, sem uma específica.

Neste período do Tempo Pascal nos é propício recordar que nossa vida neste mundo deve reproduzir o Ressuscitado.

Como uma criança, adolescente ou jovem pode reproduzir o Ressuscitado em sua vida?

Nas coisas simples, não tem muito segredo. A primeira coisa a ser reproduzida é a obediência filial de Jesus. Em tudo Jesus foi obediente ao Pai. Mas também podemos reproduzir a atitude de fazer o bem aos outros, de promovê-los e tudo mais.

Reproduzir na própria vida o Ressuscitado é viver a alegria de ser de Deus, sem medo de ser julgado pelos outros, sem medo do que os outros podem pensar.

Viver como ressuscitados é viver a alegria e a coragem de quem escolheu viver as coisas de Deus, as coisas que nos fazem bem, que nos colocam para frente. Essa é a dinâmica da Ressurreição!

Leia também:

O Cultivo da Espiritualidade no Instituto Canção Nova

Dom Bosco, uma história fascinante

Deus abençoe!


Edison de Oliveira

Padre Edison de Oliveira, sacerdote na Comunidade Canção Nova, ordenado em 28 de agosto de 2016 na Diocese de Lorena/SP, formado em Filosofia e Teologia. É responsável pela dimensão da espiritualidade do Polo Educacional Canção Nova desde 05 de setembro de 2016.