Mês das missões: Uma espiritualidade de êxodo

Outubro, mês missionário|Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Na Mensagem para o dia mundial das missões, lançada na Solenidade de Pentecostes deste ano de 2017, o Papa Francisco afirmou que a “Igreja é, por sua natureza, missionária; se assim não for, deixa de ser a Igreja de Cristo, não passando de uma associação entre muitas outras que rapidamente veria exaurir-se a sua finalidade e desapareceria”.

O dia mundial das missões será em 22 de outubro , mas todo esse mês é dedicado à reflexão e às experiências das missões.

E como podemos viver a missão?

A missão, por excelência, é a inserção da nossa vida à vida do Ressuscitado, fundamentada na vivência pessoal do Evangelho.

Segundo o Papa, “seguindo Jesus como nosso Caminho, fazemos experiência da sua Verdade e recebemos a sua Vida, que é plena comunhão com Deus Pai na força do Espírito Santo”.

A missão se expressa, em primeiro lugar, em nossa transformação pessoal e existencial. Quem não se deixa transformar pelo Evangelho não será capaz de ajudar na transformação de ninguém.

A missão inspira uma espiritualidade de êxodo

Sabendo que a experiência da missão parte de nossa experiência pessoal com Jesus e da transformação que ele gera em nós, o Papa afirmou ainda que “a missão da Igreja inspira uma experiência de exílio contínuo, para fazer sentir ao homem sedento de infinito a sua condição de exilado a caminho da pátria definitiva, pendente entre o ‘já’ e o ‘ainda não’ do Reino dos Céus”.

A missão da Igreja é sempre e, em tudo, apontar o Reino dos Céus. Aprendamos, como Igreja, a permitir que esta missão mova o nosso cotidiano.

Assim, devemos rezar sempre por aqueles que entendendo essa missão, não só ficaram em seu próprio território ou cultura, mas partiram para o novo de Deus em suas vidas, contribuindo para que o Evangelho, que é uma Pessoa, alcance por suas vidas a vida de outros.

Rezemos pelas missões!
Deus abençoe você


Edison de Oliveira

Padre Edison de Oliveira, sacerdote na Comunidade Canção Nova, ordenado em 28 de agosto de 2016 na Diocese de Lorena/SP, formado em Filosofia e Teologia. É responsável pela dimensão da espiritualidade do Polo Educacional Canção Nova desde 05 de setembro de 2016.

Comentários O seu comentário será aprovado automaticamente, portanto evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.