Projeto Pedagógico transforma sala de aula em espaço divertido

 

Animais de feltro do projeto“Floresta e Safari”| Foto: instituto.cancaonova.com\Eugênia Fraante

 

Tornar encantador e divertido o espaço escolar de crianças da Educação Infantil, a partir da valorização e reconhecimento da natureza, com a finalidade de estimular a oralidade, curiosidade e criatividade, bem como descobrir a fauna (conjunto de animais de uma área) e a flora (conjunto de plantas de uma área), foram alguns dos objetivos do projeto “Floresta e Safari”, realizado pela professora Vitória Lourdes, em companhia da estagiária Karinny Gaspar, no maternal II do Instituto Canção Nova.

A ideia surgiu quando a professora trabalhou a Coleção Turma da Arca, em particular, os personagens “Abelha Bela” e “Cachorrinho Tob”. A proposta teve a intenção de explorar a Floresta Amazônica, localizada no norte do país.

 

Decoração da sala de aula do maternal II | Foto: instituto.cancaonova.com

 

O projeto foi desenvolvido durante este ano, em quatro fases: decoração da sala de aula; atividades, exposição e visita a Floresta Nacional de Lorena.

No primeiro momento, decorar a sala em referência ao projeto “Floresta e Safari” despertou a curiosidade das crianças e o envolvimento nas tarefas diárias. A continuidade da iniciativa propunha a hora da história, trabalhar vogais, cores, formas geométricas, quantidades, habitat dos animais, artes, pinturas recortes, colagens, entre outras ações. Dessa forma, ocorreu com muita naturalidade a ampliação do aprendizado das crianças, acerca da fauna e flora.

Luca Borges escolheu o Mico-Leão-Dourado para estudar e conhecer as características deste animal. Contou, inclusive, que o bicho está ameaçado de extinção. Já Lívia Tomazella elegeu a vitória-régia para estudar. Ela falou que a vitória-régia é uma planta aquática e suas folhas flutuam.

Tratam-se de aprendizados muito concretos, além de uma profunda lição de vida para os pequenos exploradores, de apenas 4 anos de idade.

 

Exposição do projeto “Floresta e Safari”| Foto: instituto.cancaonova.com \ Maria Rita

 

As crianças, caracterizadas como animais da Floresta Amazônica, apresentaram a música “Amazônia”, de Patati e Patatá, na exposição do projeto “Floresta e Safari” para seus pais. O evento, que ocorreu no dia 23 de novembro, contou com a apreciação dos pais e da escola, e culminou com o momento em que as crianças ganharam animais de feltro, como onça pintada, arara azul, elefante, jacaré e plantas… Tudo confeccionado artesanalmente pela idealizadora.

 

Visita à Floresta Nacional de Lorena,SP | Foto: instituto.cancaonova.com

 

Até que enfim, chegou o dia da visita à Floresta Nacional de Lorena, SP, cuja missão é proteger o patrimônio natural e promover o desenvolvimento socioambiental. Aconteceu no dia 03 de dezembro. As crianças conheceram os bosques com plantas nativas e exóticas, como o eucalipto, pinus e o banco de sementes, e também identificaram animais empalhados e vivos tais como o tucano, coruja, cobra, macaco, mico, entre outros. Por fim, encerraram o momento de exploração com um piquenique.

Desta maneira, as crianças se lembrarão para sempre que cuidar da fauna e da flora é uma tarefa que começa desde a infância e uma missão que faz parte do projeto maior de cuidar desse lindo planeta que Deus criou para todos nós!

Veja aqui a galeria de fotos do Projeto “Floresta e Safari”

 

Acesse também:

O álbum da Exposição do Projeto Anual

Visita a fazenda

Escola celebra dia de “Todos os Santos”

Ao encontrar quem fazia o Bem, encontrei com minha vocação

 


Eugênia Fraante

Eugênia Fraante é missionária na Canção Nova desde 2003. Cursou Pedagogia pelo Centro Unisal de Lorena e é graduanda do curso de Jornalismo. Atua no Instituto Canção Nova como analista júnior, produtora de conteúdos Web, Social Media e Gestora do Núcleo de Comunicação.